Pesquise no google

Pesquisa personalizada

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Sobre um pouco mais de paciencia, e bem menos desespero…

desespero

Ando pensando bastante em escrever sobre isto… então lá vai!

Dias atrás fiquei chocado com a noticia do garotinho que morreu baleado no trânsito na cidade de Campo Grande, fato essse noticiado no Brasil todo pela imprensa.

O que leva uma pessoa dona de um jornal da cidade, com boa instrução se levar pelo desespero, ou seria pela covardia por causa de uma batida no transito literalmente descarregar uma arma de fogo no carro da outra pessoa e dessa forma acabar com a vida inocente de uma criança que nem sabia direito o que estava acontecendo e nem sabia direito como de defender?

Desespero? Ou falta de paciencia? Ou seria achar-se uma pessoa melhor que qualquer outra que não esteja “à altura”?

Sinceramente… não sei, é dificil julgar, ainda mais nestes tempos em que o que impera é o egoismo, a ganância, a pressa, a falta de compreensão, o descaso com o próximo…

Dizem que quando chegar o fim dos tempos (não confundam com o fim do mundo, que é coisa totalmente diferente) coisas como essa aconteceram com mais frequencia do que a tempos atrás.

Acredito que estejamos no final de um ciclo, que porventura virá e virão melhores tempos e melhores pensadores para a nossa humanidade, é claro que existem determinadas situações em que não temos como fugir da realidade e ter que assistir todas essas atrocidades que certas pessoas cometem umas às outras.

Espero confiantemente e pacientemente que tudo se acalme, que possamos viver em paz, que tenhamos mais sabedoria em discernir, e a paciencia de “Contar até dez” sempre que alguma querer nos afetar a paciencia e o desespero tentar tomar conta do nosso ser.

É dificil lógico, somos seres imperfeitos em constante evolução, egoistas e amantes da guerra por natureza, mas, se toda vez que estivermos tentados a cometer algo que suje a nossa imagem e que possa fazer mal a outrem possamos contar até dez… ou até mais… Quem sabe o dono de um dos principais jornais veiculados em Campo Grande – MS, poderia não ter feito aquela atrocidade, se tivesse parado e pensado no mal que poderia causar bem antes de agir desesperadamente. Tudo bem ele ter se arrependido, mas o arrependimento dele não trará de volta a vida daquele inocente garoto.

Pensemos… reflitamos sobre nossas vidas, tenhamos paciencia… que tudo se arranja e tudo se ajeita… estamos aqui para uma finalidade… construir um mundo melhor. A união faz a força…

Que a força esteja com vocês…

Namárie!!!

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Sobre a cegueira…

cegueira

Dias atrás, conversando com um amigo ele me disse “Cara, nesse pouco tempo que eu estou em Cuiabá trabalhando eu vejo o quando nós vivemos bem aqui em Rosário, lá o que você vê de pessoas cinzas, cegas, com aparência de zumbis é muito”.

Isso me faz lembrar também o quanto nós somos assim, meio que zumbis, vivendo nossas vidas de uma forma a não estar nem aí para os outros, cegos para com os outros, para com os sentimentos dos outros. Hoje somos diariamente bombardeados com energias negativas, que acabam influenciando nossas vidas de maneira sutil, tão sutil que nem notamos o que fazemos direito ou o que não fazemos.

O pior cego é aquele que não quer enxergar? Ou seria o que não vê porra nenhuma?

Não sei, creio que todos somos um pouco cegos, em nosso jeito de ser, no modo como tratamos as pessoas, no ignorar os nossos sentimentos, e nossos sonhos…

Acabamos fechando os olhos para o que de mais belo há no mundo, que são as virtudes de ter uma boa amizade, uma pessoa a quem possamos ser ouvidos e ouvir também, no olhar e verdadeiramente enxergar o pôr-do-sol numa tarde quente estando nós cansados depois de um dia de serviço e nos sentirmos melhor por ter olhado e admirado e apreciado esse momento que é rápido e que nos passa despercebidos tem horas. No retribuir um sorriso numa manhã… No olhar uma flor, e ver que no meio de tantas outras plantas ela se destaca por sua beleza e simplicidade…

Devemos abrir os olhos e enxergar com simplicidade, e não com a ignomínia do mundo… Não com essa pressa que nos é imposta, temos todo o tempo do mundo, e somos nós, mais ninguém que administramos o nosso tempo.

Façamos bom uso… Dos nossos sentidos, das nossas virtudes.

Deixemos de ser cegos…

Namárie!!!

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Sobre o tempo...


As coisas ultimamente tem sido corridas, não só para mim, mas de uma forma geral, para com todas as pessoas... Temos indo e vindo, feito nossos afazeres, trabalhando... vivendo (ou quase), não se importando para as coisas simples como dar um telefonema dizendo que sente saudades da pessoa que gosta, de sentir o calor do Sol numa manhã bonita (mas não reclamar do tempo). De sentir o vento batendo suave no rosto... De sorrir pela manhã agradecendo o ótimo dia que teremos pela frente, e não começar a reclamar de que estamos sem tempo, de que não temos tempo pra nada...
Será que não temos tempo pra nada mesmo? Ou é só uma questão de deixar de lado as conveniências da atualidade, o sistema que está cada vez mais monopolizador?
Seria uma ótima forma de dar um basta a essas convenções... Parece fácil dizer... mas no fundo é dificil, mudar uma coisa que nos acompanha desde que nascemos...
Porque não? Como diz Gabriel o Pensador "Muda que quando a gente muda o mundo anda pra frente..."
Não há evolução sem mudança, mesmo que ela seja mínima, e com um pouquinho de mudança começaremos a ver o tempo e falar sobre o tempo de uma maneira mais sutil... sem reclamar... apenas prestando atenção...

Abrir os olhos para as coisas simples do mundo...

Namárie!!!

terça-feira, 29 de setembro de 2009

O tempo...

Está cada vez mais doido... Ontem aqui estava o maior calor, uma coisa de louco... E hoje esse frio...

Vamos cuidar do nosso planeta para que ele não nos cause mal algum...

Namárie!!!

terça-feira, 28 de julho de 2009

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Tentando voltar à regularidade...

Em meio à tristeza pela morte de Michael Jackson, a alegria da vitória do corinthians, a decepção pelos escândalos do senado, aos acidentes dos aviões que deixam-nos chocados eu tentarei colocar as minhas ideias...
Estive de ferias, voltei ao trabalho ontem, estou sem internet em casa e no trabalho também, por isso fiquei tanto tempo sem postar alguma coisa.
Fiquei chocado e ao mesmo tempo triste quando soube da morte de Michael Jackson, sei que até hoje esse sentimento impera no mundo, por mais que fiquemos com o seu legado, suas musicas, e seus eternos e inesquecíveis passos de dança, ficamos tristes em saber que o mundo nunca mais terá um artista como ele, divisor de águas da música pop, despertador de ideias, principalmente nos Estados Unidos, onde o racismo existia ate mesmo na musica. Ele foi o que conseguiu unir as massas e os pensamentos através da música, música essa que pode ser dividida em dois tempos, AMJ e DMJ, antes e depois de Michael Jackson, depois dele a música se tornou de todos. Isso demonstra a capacidade que ele tinha de atrair multidões para os seus shows, além de claro como todos sabem ter contribuído com a sua parte para ajudar aqueles que realmente necessitavam de alguma coisa, fosse material ou moral.
Um gênio com toda a certeza, porém com as suas excentricidades, mas uma coisa eu pergunto: Que gênio não é excêntrico? Ou esquisito?
Enfim, genios sao genios...
Em meio à todo esse sentimento de perda, pelo Michael, pelas vítimas da aviação, estou feliz, afinal o meu, (o nosso) corinthians é tricampeao da Copa do Brasil.
Decepcionado com os escandalos que assolam a Brasília que de tanto escandalo está ficando cada vez mais amarela com seus políticos (amarelados).
Até a próxima!!!

Namárie!!!

sábado, 2 de maio de 2009

Ayrton Senna... Quanta saudade...

"Correr, competir, eu levo isso no meu sangue. É parte de mim. É parte de minha vida." (Ayrton Senna)


Um profundo sentimento de saudade nos bate todos os anos no dia 1° de maio, uma saudade nostálgica, quem tem mais de 22 anos se lembra, de quanto as nossas manhãs de domingo eram mágicas, cheias de emoções, hoje o que nos resta é a lembrança, dos tempos bons, de ouvir o hino nacional sendo tocado no alto do pódio.

Lembranças boas todos nós temos, e lições de vida também, dedicação, empenho, suar para ser o melhor naquilo que você faz, sempre com uma meta a seguir. Assim era Ayrton Senna, um homem, uma lenda, um mito, uma pessoa que estará em nossos corações e em nossos pensamentos.
Uma das melhores lembranças da minha infância é a de assistir às corridas do Senna, para mim era maravilhoso e ainda é hoje em dia, sempre terei em minha memoria aquele olhar de visionário, de que ja sabe o que o espera.
Só nos resta lembrar com alegria daqueles dias, e levar o exemplo do Ayrton para as nossas vidas...

Namárie!!!

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Pequeno tutorial do winamp


Eu uso este tocador de áudio faz dez anos, e a dez anos ele está por ai, ele é facil de mexer, hoje em dia existe a versão em portugues para facilitar a vida de todos mas eu uso a ingles, com o tempo você se acostuma.
Segue abaixo um tutorial em cinco páginas com algumas configurações que eu uso.
Facilita pra mim, eu praticamente não uso o mouse para buscar minhas musicas, uso somente o teclado.

Link para download em português: http://www.winamp.com/player

Link do tutorial.

Pequeno Tutorial Winamp

Página 01:
Interface principal do winamp, eu uso outro skin, existem vários, para todos os tipos e gostos.

Outras páginas vocês coloquem as opções como está mostrado.
Na página 04 e 05 para você adicionar outros atalhos é só buscar na lista e selecionar a combinação preferida, eu aconselho deixar igual a imagem.

---
Atalhos úteis depois das mudanças, se estiver tudo conforme o que eu passei:

Ctrl+Alt+Page Page Up = Volta uma musica
Ctrl+Alt+Page Page Down = Avança uma música

Ctrl+Alt+Insert = Reproduzir

Ctrl+Alt+Home = Pausa/Reproduz
Ctrl+Alt+End = Para a reprodução

Ctrl+Alt+Acima = Aumenta o volume

Ctrl+Alt+Abaixo = Diminui o volume

Ctrl+Alt+Direita = Pra frene três segundos

Ctrl+Alt+Esquerda = Pra trás três segundos
Ctrl+Alt+J = Abre a busca rápida ÓTIMO RECURSO!!! (por exemplo: você digita um pedaço do nome da música e ela aparece rapidinho)

Ctrl+Alt+S = Ativa/Desativa reprodução aleatória

Ctrl+Alt+R = Ativa/Desativa Repeat

Ctrl+Alt+Q = Sai do winamp


Espero ter ajudado!

Namárie!!!

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Ounstanding... Pavarotti - Nessun Dorma



Não há o que dizer...


Namárie!!!

Existem coisas que nunca morrem

Meu sobrinho e eu...

Ontem estava eu no meu quarto tinha acabado de chegar do serviço, de repente escuto meu sobrinho Maurício Daniel de três anos e meio cantando "Tango tarango tango 'pega' carrapicho minha mãe na lata do lixo".
Me bateu uma saudade...
Comecei a pensar em como algumas coisas nunca morrem, o tempo passa e algumas coisas tendem a ficar parecidas com o que eram antes. Lembro-me com saudade dos meus tempos de criança, quando não precisava me preocupar com nada. Não nos preocupávamos com o vizinho, com a crise financeira, com o tempo, com o dinheiro, com nossa sociabilização, emfim, tínhamos todo o tempo do mundo somente para nós. Brincávamos, de esconde esconde, pega pega, policia e ladão, rouba bandeira, boca de forno, íamos ao rio escondido... Quem não se lembra de tudo isso que atire a primeira pedra!!! Hoje me bate uma saudade, pois são tantas coisas que nos preocupam, que tiram o nosso tempo e nos fazem perder esse olhar de criança, esse olhar que vê tudo com beleza. Que não importa com nada, que nos faz sentir melhor quando chegamos em casa e os olhos brilham quando nos veem. Toda essa mobilidade do mundo, nesse nosso mundo onde cada dia que passa as informações são transmitidas mais rapidamente, onde cada vez mais nos preocupamos com o tempo que é perdido, e não com o tempo que é ganho quando por um instante olhamos para as coisas como as crianças, com curiosidade e com respeito ao mesmo tempo. As crianças são mágicas, elas fazem do nosso dia melhor, quando nos sentimos tristes elas conseguem nos alegra somente com uma pergunta ou com um gracejo. Agora eu me pergunto e tento entender o porquê que quando ficamos adultos, acabamos perdendo esse gracejo? Essa forma simples e bela de conversar? Acho que é porque cada vez mais ligamos para as coisas do mundo dos outros, não para o nosso mundo, não para o nosso universo, devíamos começar a nos preocupar em nos fazer bem, não com o que outras pessoas irão preocupar. De uma coisa tenho certeza. Todo adulto ocupado e preocupado, sente muita saudade, uma saudade nostálgica dos tempos de criança. Crescemos sim, acabamos perdendo (ou será esquecendo) alguns valores fundamentais. Amigos vem e vão, muitos estão longe, muitos dos quais eu me pergunto o porque não dão noticias... Só sinto falta de quando eramos crianças e não ligávamos pra nada... Só para as nossas brincadeiras...

Namárie!!!

terça-feira, 14 de abril de 2009

Traduções para o Cuiabanês

Essa aqui vai para a Pam que sempre acompanha o meu blog! Algumas frases em inglês para bom Cuiabano entender, e para rir bastante! (Cliquem na imagem para ampliar)


Namárie!!!

domingo, 12 de abril de 2009

Dicionário de Cuiabanês

Cortesia de Caio Oliveira.

Ah! Uuum - Expressão que indica indignação, concordância ou não. É aplicada dependendo da situação E a entonação da voz muda. Ex: ‘Ah! Uuum. Pára cô isso.”

Agora quãndo!? - Interjeição de duvida.
Ex: ‘Maria teve três namorado… hummm.. agora quando!?”

Agora o quequeesse! - Espanto
Ex: ‘Agora o quequeesse, mas que cabelo mais tchum tchum…”

Aguacêro - Bastante chuva, poças de água.
Ex: ‘Não deu pra ir lá, tava o maior aguacero na estrada.”

Arroz-de-festa - Denominação de quem não perde nenhuma festa . Está sempre em festa. Ex: ‘Ele vai em casamento, batizado, 1a comunhão, crisma, formatura,.. . é um arroz de festa.”

Atarracado (a) - Abraçado, juntos.
Ex: ‘Os dois tão atarracado ali no escuro.”

Até na orêia - Repleto, cheio, demais.
Ex: ‘Zé Bico comeu tanto peixe, que tá até na orêia.”

Bejô, bejô, quem não bejô, não beja mais - Fim da festa.
Ex: ‘Acabou o baile… bejô, bejô, quem não bejô, não beja mais.”

Bocó de fivela - Pessoa boba, burra, ignorante.
Ex: ‘Por mais que ocê explica, ela não entende, é uma bocó de fivela.”

Bonito prô cê - Expressão que indica quando a atitude tomada, não foi boa.
Ex: ‘Chegô em casa bêbado, bonito prô cê.”

Catcho - Namoro, paquera, amante.
Ex: ‘Aquele cara tá de catcho cô Maria.”

Cânháem - Latido de cachorro. Expressão usada para discordar.
Ex: ‘Você namora Maria Taquara? Canháem.”

Cêpo - Bom, ótimo, grande, admirável.
Ex: ‘O atlético Mato-Grossense era um cêpo de time.’

Chialá - Espia lá - Olhe lá.
Ex.: Maria, tchialá Mané, cêpo de burro veio fazeno quiném criancinha!

Coloiado (a) - Junto, próximo em grupo.
Ex: ‘Saldanha Derzi tá coloiado cô Garcia Neto.”

Cordero (a) - Denominação de quem gosta de dar corda nas pessoas.
Ex: ‘Não vai no papo dele, ele é cordero.”

Corre Duro - Andar mais rapido
Ex: ‘Vamos chegar atrasado vamos, corre duro.”

Cotxá - Relação sexual.
Ex: ‘Os dos devem ta cotxando, ta demorano demas.”

Tchá por Deus - Expressão de espanto, admiração, dúvida.
Ex: Chá por Deus, esse ônibus tá muito cheio. ‘

De jápa - Grátis, o que vem a mais.
Ex: Quando se compra uma dúzia de bananas, e recebe treze unidades. ‘Esse adicional é a de jápa.’

Digoreste - Ótimo, bom, exímio.
Ex: ‘O guri é digoreste pá pega manga.’

Ê aaah! - Indagação.
Ex: ‘Oia o tamanho do short? Ê aaah!’

Espia lá - Olha lá, veja.
Ex: ‘Espia lá, uma batida de carro.”

Futxicaiada - Muito fuxico. Excesso Excesso de mixirico.
Ex: ‘O ambiente ali não tá bom, é só futxicaiada. ”

Festá - Festar, participar de festa.
Ex: ‘Maria foi festá.”

Foló - Folgado, largo.
Ex: ‘Maciel usa calça foló.”

Garrô - Pegou, começou, realizou.
Ex: ‘Ele garrô cedo no trabaio.”

Grocotchó - Pessoa mole, doente, desanimado.
Ex: ‘Tchico tá grocotchó.”

Jururú - Triste, quieto.
Ex: Padre Luiz Ghisoni tá jururú na porta da igreja de Várzea Grande.’

Leva-e-tráz - fofoqueiro.
Ex: ‘Kitú é um grande leva-e-tráz.”

Londjura - Distância. Longe, muito distante.
Ex: ‘Nessa lonjura não dá pá ir a pé.”

Malemá - Popular de ‘mal e mal’. Mais ou menos.
Ex: ‘E aí cumpadre como vai? Vou indo malemá tenteano.”

Mea orêa - Minha orelha. Expressão usada para indicar quem está sem lado, sem falar o nome da pessoa.
Ex: ‘Mea orêa aqui, tá a fim do cê.’

Micaje - Ato de fazer imitação de alguém, fazer caretas.
Ex: ‘Ela faz micaje de todo mundo que passa por aqui.”

Moage - Frescura. Enrolação.
Ex: ‘Você não quer ir com a gente? Larga de moage!”

Na txintxa - Levar uma ação com seriedade. Sob controle.
Ex: ‘Professora leva a turma na txintxa.”

Não tá nem aí pá paçoca - Não liga para nada. Não quer saber das conseqüências.
Ex: Tchá Bina, não ta nem aí pá paçoca. ‘

Nariz furado - Veio na vontade, veio na certeza.
Ex: ‘Chegou de nariz furado, certo que iria ganhar na conversa.’

Negatófi - Negativo. Não, nunca.
Ex: ‘Negatófi, hodje não tem televisão.’

O quá - Duvidar, não acreditar.
Ex: ‘Ele vem aqui? O quá!’

Pá terra - cair.
Ex: “Ele vinha correndo, e pá terra”! ‘

Podre de chique - Bonito, elegante, bem vestido.
Ex: ‘Jejé tá podre de chique.”

Pongó - Bobo, tolo, idiota.
Ex: ‘Gente Pongó não serve.’

Por essa luz que me alomea - ‘Por essa luz que me ilumina’ Pra dizer que está falando sério, que não está mentindo.
Ex: ‘Por essa luz que me lomea, ele tá falando a verdade.’

Quinco - Denominação carinhosa de Joaquim.
Ex: ‘Quinco Lobo era vereador em Cuiabá.’

Que, que esse? - O que é isso.
Ex: ‘Que, que esse? Como você apareceu aqui?’

Quá! - Expressão de espanto, indignação.
Ex: ‘Quá! Pode esquecer ele não volta mais.”

Quebra-torto - Comer no desjejum comida reforçada como carne com arroz farofa, etc…
Ex: ‘No sítio de manhã, sem quebra-torto é impossível.’

Rufar - Bater.
Ex: ‘Se aparecer aqui , o povo rufa ele.’

Refestelá - Sorrir, rir.
Ex: ‘Nico Padero é bom pra refestelá.’

Ribuça - Cobrir o corpo com lençol ou cobertor.
Ex:’Tá esfriando, rebuça menino.’

Rebuça e Chuça - Baile.
Ex: ‘Na guarita vai tê hoje uma chuça e rebuça.’

Rino no tchá cara - Rindo na presença de alguém.
Ex: ‘Ocê fala, ele fica rino no tchá cara.’ (rindo na sua cara)

Sucedeu - Aconteceu.
Ex: ‘Quando sucedeu isso?’

Tá de tchico - Está menstruada.
Ex: ‘Hoje ela não pode tá de tchico.”

Tchá mãe - Expressão características para xingar alguém.
Ex: ‘Tchá mãe, rapaz, vá tomá na tampa.’

Tóma corno(a) - Expressão usada quando alguma coisa não acontece de forma correta.
Ex: ‘Toma, corno. Marimbondo pegô na cara dele.”

Verte água - Urinar (educadamente) .
Ex: ‘Vidona foi verte água.’

Namárie!!!

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Em meio ao caos e à desordem...


Em um mundo dominado por noticias ruins, onde a crise desola cada vez mais a economia, onde a corrupção na política invade cada vez mais os noticiários, onde desastres naturais são cada vez mais sentidos pelos diversos lugares no nosso planeta. Um exemplo disso é o que está acontecendo na região de L'Áquila no centro da Itália, em meio ao caos e à desordem, os sobreviventes da tragédia ao mesmo tempo que choram por seus mortos, ajudam uns aos outros, exemplo claro de como o ser humano é solidário por natureza, de como as piores situações nos fazem olhar para o próximo e ajudá-lo nos piores momentos. Desde que o homem é homem e o mundo é mundo temos presenciado catástrofes naturais de diferentes grandezas, tudo o que acontece, serve de lição para nós seres humanos (animais racionais), toda tragédia nos dá força para continuarmos a desempenhar o nosso papel no mundo (ajudar uns aos outros), temos que ver (e pensar) no que estamos causando ao nosso planeta para que ele venha nos respondendo com tamanha força e tamanha intensidade. Tudo é efeito do nosso mal uso dos recursos naturais. De uma coisa não podemos esquecer... A de quê o bicho homem é o mais solidário dos animais.

Namárie!!!

terça-feira, 7 de abril de 2009

Mudança no Vestibular das Universidades Públicas Federais


Nesta semana foi divulgada pelo Ministro da Educação Fernando Haddad uma mudança no ENEM, e consequentemente no modelo de vestibular, que deste ano para a frente seria unificado, (maiores informações parceiro: vestibuvan) com uma prova somente o candidato poderá concorrer em cinco cursos podendo ser em cinco universidades diferentes no qual trará benefícios para o estudante do atual ensino médio brasileiro. Na minha opinião essa é uma ótima ideia, pois facilita a entrada do candidato a qualquer universidade da qual ele esteja qualificado, seguindo a ideia (em parte) das universidades americanas, essa iniciativa vai aproximar cada vez mais e fazer com que a entrada em uma universidade pública esteja mais acessível para os alunos de classes mais baixas, tendo em vista o fato de que hoje em dia se beneficiam dos melhores cursos nas melhores universidades públicas federais aqueles que tiveram uma educação melhor do que outros.
Iniciativa essa que vem a calhar para a maioria dos estudantes brasileiros, fazendo com que se acabe a questão da locomoção, podendo eu por exemplo concorrer com uma prova feita em minha cidade à uma vaga em qualquer universidade pública federal do Brasil.
Que venham as mudanças, todas são para o nosso bem, o que precisamos é de coerência e inteligência ao discernir o verdadeiro ponto das questões em pauta.
Melhoria no ensino, isso sim é o que o Ministério da Educação está fazendo, proporcionando a todos a tão sonhada vaga em uma universidade pública!

Namárie!

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Puta solo!!!

Não me contive, eu vi com o meu sobrinho, esperávamos um puta solo, e obtivemos um puta solo, perda de tempo?

Nem um pouco! Rimos pra caramba!!!

Parece o chewbaca latindo!


Namárie!!!

quarta-feira, 1 de abril de 2009

quarta-feira, 25 de março de 2009

Torrente de pensamentos...


Quanto mais eu converso com quem me conhece, mais eu acabo conhecendo um pouco de mim. A vida toda desde pequenos parece que nos treinam para que nunca saibamos os nossos defeitos, nos fazem ser melhores em tudo, nos passam ideias errôneas do mundo que vivemos. É difícil para mim notar o mal que eu causo às pessoas que eu amo, o mal que eu possa causar a você que lê este texto e que talvez nem tenha nada a ver com o que esteja ou vá acontecer.
O que me faz escrever? O que me faz pensar? As vezes me pego pensando se isto servirá de exemplo para alguém que esteja talvez passando pelo mesmo que eu (e eu não sei o que é), sinceramente não sei, ainda vou descobrir.
A vida é assim, nascemos conhecendo praticamente nada de nós mesmos, e na medida que vamos ganhando experiências começamos a nos conhecer, mas não da forma que imaginamos, mas sim aos olhos de outros, de pessoas próximas, distantes, amadas ou alguém que esporadicamente conversa conosco.
Cada um tem um papel a desempenhar, tenho 22 anos, já desempenhei vários e venho desempenhando vários outros inconsequentemente sem notar eu acabo com esperanças de outros e até as minhas, só que quando percebo é tarde demais, e não é passageiro, vai ficar e me perseguir, me usar e me fazer exitar como eu sempre fico.
Loucura?
Ninguém é louco, e a vida não é uma loucura, somos nós que não damos o valor àquelas pequenas coisas, pequenas e que fazem a vida parecer mais bela, digo isso por mim e qualquer um que tire a sua própria conclusão, pessoal e irrevogável opinião: De que todos nós acabamos perdendo e deixando de lado essas "pequenas coisas" e sempre nos arrependemos.
Hoje eu entendo, sinceramente de todo o meu ser o significado de uma frase que eu escrevi a seis anos atrás em uma tarde monótona de domingo: "As coisas na vida são como um dia, passam rápido demais pra gente poder não se lembrar e até nos arrependermos pelo o que não fizemos."

Namárie!!!

terça-feira, 24 de março de 2009

Lavei a alma!


Acabei de tomar banho de chuva! Que sensação de liberdade!!!

Namárie!!!

Eu estava inspirado (e muito)...

Tentando colocar os pensamentos em ordem ao som da música "Shine on Your Crazy Diamond" do álbum "Wish You Where Here" do Pink Floyd.
Uma das coisas que tenho feito ultimamente é refletir, sobre a minha vida, sobre o porquê de estarmos todos nós unidos nesse barco da vida, aonde vivenciamos todos os tipos de sentimentos e situações.
Tento compreender como o magnetismo humano faz com que aprendamos a gostar e a sentir falta de uma pessoa que conhecemos a pouco e que por mais que sejam poucos os momentos vividos, sonhados, imaginados, e pintados como uma obra de arte em nosso subconsciente fica gravado pelo resto da vida.
Compreendendo que a amizade verdadeira nunca morre e que por mais que busquemos algum disfarce, sempre haverá alguem que consegue nos ver como realmente estamos passando e estamos sentindo.
Hoje entendo o que é viver; é expor-se a todo o tipo de situações que façam com que tenhamos vivencia e experiencia cada dia que passa.
Tudo na vida é passageiro?
Não, eu não acredito nisso, pois tudo o que vivemos fica gravado em nossa alma, em nosso ser, em nosso ego e esperando o momento certo para que sejam relembrados ou vividos novamente. O que não podemos é ter medo de reviver, pois cada dia que passa essa caixa de surpresas (a vida) nos reserva muitas!
"Conserve o seu medo, mas sempre ficando sem medo de nada." Disse Raul Seixas em uma de suas músicas, enfim, são tantas coisas a se pensar, tantas decisões, não percamos o medo de viver, de tentar, de experimentar, de amar, de se apaixonar, de errar, de acertar, de fazer novas amizades, de se abrir a novos horizontes, de ouvir e de ser ouvido, de ver o mundo sempre com novos olhares...

Namárie!!!

segunda-feira, 23 de março de 2009

Nostalgia élfica...


FRASES DE AMOR, EM ÉLFICO (QUENYA)

Em Português: Você me ama?
Tradução Literal: Você me ama?
Élfico(Quenya): Ma melilyen?

Em Português: Eu te dou meu coração
Tradução Literal: Eu te dou meu coração
Élfico(Quenya): Antan órenya tyenna

Em Português: Eu te dou meu amor
Tradução Literal: Eu te dou meu amor
Élfico(Quenya): Antan melmenya tyenna

Em Português: Eu amo
Tradução Literal: Eu amo
Élfico(Quenya): Melinyë

Em Português: Eu a amo
Tradução Literal: Eu a amo
Élfico(Quenya): Melinyes

Em Português: Eu o amo
Tradução Literal: Eu o amo
Élfico(Quenya): Melinyes

Em Português: Eu amo ver seus olhos brilhando enquanto você sorri
Tradução Literal: Eu amo observar seus olhos brilharem quando você ri
Élfico(Quenya): Melinyë tirië hendulyar silina írë lálalyë

Em Português: Eu amo você
Tradução Literal: Eu amo você
Élfico(Quenya): Melinyel

Em Português: Casa comigo?
Tradução Literal: Casa comigo?
Élfico(Quenya): Ma vestuvalyen?

Em Português: Você me amará pela eternidade?
Tradução Literal: Você me amará pela eternidade?
Élfico(Quenya): Ma meluvalyen tenn'oio?

Em Português: Você é o meu amor
Tradução Literal: Você é o meu amor
Élfico(Quenya): Nalyë melmenya

Em Português: Você é o amor da minha vida
Tradução Literal: Você é o amor da minha vida
Élfico(Quenya): Nalyë melmë cuilenya

Em Português: Você tem o meu amor
Tradução Literal: Você tem meu amor
Élfico(Quenya): Haryalyë melmenya


Namárie!!!

quinta-feira, 19 de março de 2009

Intentando

Estou tentando dar um rumo para meus pensamentos, para o que eu quero colocar neste blog, é muito dificil quando se pensa em muitas coisas, sempre tenho idéias bacanas, mas sempre acabo me esquecendo do que colocar aqui...

Namárie...

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Eu te amo em 164 línguas diferentes...


Para aqueles que quiserem aprender as várias formas de dizer o que poucos dizem e poder também impressionar a pessoa amada. Bom proveito!!!

AFAR ko kicinio
AFRICANÊR ek het jou lief / ek is lief vir jou
ALBANÊS të dua

ALEMÃO ich liebe Dich
ALSACIANO ich hab die lieb
Dialeto ÁRABE (Leste) bahebbak (p/ um homem) / bahebbik (p/ uma mulher)
Dialeto ÁRABE (Norte Africano) n'bghick
Literatura ÁRABE (ouhibbouka) – p/ um homem
Literatura ÁRABE
(ouhibbouki) - p/ uma mulher
ARMÊNIO yes kez siroumem

ASTURIANO quiérote

ATIKAMEKW ki sakihitin

ATTIÉ min bou la yé

AZERI men seni sevirem

BAIXO SAXÃO ik hou van ju

BAMBARA né bi fè

BAOULE mi klôa

BASCO maite zaitut

BENGALI aami tomakey bhalo bashi

BERBERE hamlagh-kem (p/ uma mulher) / hamlagh-k (p/ um homem)

BIELORRUSSO (kahaju ciabie)

BIRMANÊS nga nin ko chit te

BOBO ma kia bé nà

BÓSNIO volim te

BRETÃO karout a ran ac'hanout / da garout a ran / me az kar

BUSHI-NENGÉ (TONGO) mi lobi you

CABOJANO bang srolaïgn ôn (homem p/ mulher) ôn srolaïgn bang (mulher p/ homem)

CASAQUE myen syeni sooyom / myen syeni zhaksi koryem

CATALÃO t'estimo

CHAMORRO hu guiya hao

CHECHENE sun ho ez (p/ uma mulher) sun ho vez (p/ um homem)

CHEROKEE nayeli

CHEYENNE ne'mehotatse

CHINES (MANDARIN) (wo ai ni)

CH'TI j't'aquiers

CINGALÊS mama oyata aadareyi (falada) / mama obata aadareyi (formal)

COREANO saranghe

CÓRSICO amu tè / ti tengu caru

CREOLE (OESTE DA INDIA) mwen enmen'w

CROATA volim te

CURDO ez te hez dikim

DARI man tu ra dost darom

DINAMARQUÊS jeg elsker dig

DIOULA mi fê

DOUALA na tondi wa

ESLOVÊNIO ljubim te / rad te imam (falante masc.) / rada te imam (falante fem.)

ESPANHOL te amo / te quiero

ESPERANTO mi amas vin

ESTONIANO ma armastan sind

ÉWÉ me lonwo

EWONDO ma ding wa

FAROES eg elski teg

FINLANDES minä rakastan sinua

FON un nyi wan nu we

FRANCÊS je t'aime

FRÍSIO ik hâld fan dy

FRIULAN o ti vuei ben

FULANI mi yidi ma

GAÉLICO ESCOCÊS tha gaol agam ort / tha gaol agam oirbh

GAÉLICO tá grá agam duit

GALEGO amo-te / ámote / quero-te / quérote

GALÊS rydw i'n dy garu di

GBAYA mi ko me

GEORGIANO me shen mikvarkhar

GREGO (s'agapo)

GUARANI rojhayhû

GUJARATI hun tane prem karun chhun

HAITIANO CREOLE mwen renmen'w / mouin rinmin'w

HAUSA ina sonki (homem p/ mulher) ina sonka (mulher p/ homem)

HEBREU ani ohev otakh (homem p/ mulher) ani ohevet otkha (mulher p/ homem)

HINDI main tumse pyar karta hoo (homem p/ mulher) mai tumse pyar karathi hun (mulher p/ homem)

HMONG kuv hlub koj

HOLANDES (OESTE) 'k zien je geeren

HÚNGARO szeretlek

ÍDICHE ich hob dir lib

INDONÉSIO saya cinta padamu / saya cinta kamu

INGLÊS I love you

IORUBÁ moni ife e

ISLANDÊS ég elska þig

ITALIANO ti amo

JAPONÊS aishitemasu / aishiteru (pouco usadas) anata ga daisuki desu ("bonitinha")

KABYLIAN hamlagh-kem (homem p/ mulher) hamlaghk (mulher p/ homem)

KANNADA naanu ninnanna pritisutteney

KIKONGO mu me zola nge

KILUBAKAT ami nkuswele

LAOCIANO khoi hak tchao lai

LATIM te amo

LETÃO es tevi m?lu

LIGÚRIA mi te amu / t'amo / t'amu

LINGALA na lingi yo

LUTIANO aš tave myliu

LUXEMBURGUÊS ech hun dech gäer

MACEDONIO te ljubam

MALAIALA enikku ninné ishtamaanu

MALAIO aku cinta padamu

MALGAXE tiako ianao / tia anao aho (forte)

MANX ta graih aym ort

MAORI kei te aroha au i a koe

MARATI majha tujhyavar prem aahe / mi tujhyavar prem karto

MARQUESAN hinenao au ia oe

MBO mi ding wo

MINA un lon o

MONGOL (bi chamd khairtai)

MORÉ mam nong-a fo

MUNUKUTUBA mu zola ngé

NAPOLETANO t'ammo

NDEBELE niya ku tanda

NEERLANDÊS ik hou van jou

NEPALÊS ma timilai prem garchhu

NORUEGUÊS jeg elsker deg

OCCITAN t'aimi

PAPIAMENTU mi ta stima bo

PERSA dustat dâram (formal) / duset dâram (informal)

PORTUGUÊS amo-te / eu te amo (Português brasileiro)

PUNJABI mein tenu pyar karda han (falante masc.) mein tenu pyar kardi han
(falante fem.)
QUECHUA de CUZCO munakuyki

QUINYARWANDA ndagukunda

QUIRGHIZ men seni sueum

RAPA NUI hanga rahi au kia koe

ROMANI kamaù tut

ROMENO te iubesc

RUSSO (ya tebya l'ubl'u)

SAMOANO ou te alofa ia te oe

SANGO mbi yé mô

SARDO deo t’amo (logudorese) / deu t’amu (campidanese)

SÉRVIO volim te

SESOTHO ke ya ho rata

SHIMAORE ni su hu vendza

SHONA ndinokuda

SINDHI moon khay tu saan piyar aahay

SIOUX wastewalake

SOBOTA volim te / se te volime (lit.)

SOMALI waan ku jecelahay

SONINKÉ na moula

SUAÍLI nakupenda

SUECO jag älskar dig

SUSU ira fan ma

TAGALO mahal kita / ini-ibig kita

TAILANDÊS (phom rak khun) – (homem falando)

TAILANDÊS
(chan rak khun) – (mulher falando)
TAITIANO ua here vau ia oe

TAJIKI jigarata bihrum duhtari hola (homem p/ mulher) tra lav dorum (mulher p/ homem)

TÂMIL naan unnai kaadhalikkarn

TATAR min sine yaratam

TÉLUGO nenu ninnu premisthunnanu

TETUN hau hadomi o

TIBETANO na kirinla gaguidou

TSHILUBA ndji mukunanga

TURCO seni seviyorum

TURCOMANO seni söýärin

UCRANIANO (ia tebe kohaiu)

UDMURT mon tone jarati?ko

URDU mein tumse mohabbat karta hoon

URDU (homem p/ mulher) main tumse mohabbat karti hoon

URDU (mulher p/ homem) mujhe tum se pyar heh

UZBEQUE men seni sevaman / men seni yahshi ko'raman (menos formal)

VALÊNCIA te vullk

VENETIAN t'amo

VIETNAMITA anh yêu em (homem p/ mulher) em yêu anh (mulher p/ homem)

VUTE ma wou ndoune

WALLISIAN eau manako ia koe / eau ofa ia koe

WALOON dji vs voe voltî

WOLOF nob nala

XHOSA ndiyakuthanda

YENICHE y hob ti

YIPUNU ni wu rondi

ZULU ngiyakuthanda


Namárie!!!

Documentario



Recentemente assisti a um documentário na TV Escola chamado "Idiomas do Mundo" aonde se fala sobre o desaparecimento de alguns idiomas e dialetos de comunidades isoladas. Um exemplo disso refere-se a um idioma chamado Mla-bri, do interior da Tailândia, pra ser mais preciso na região do Laos, onde é falado por cerca de 300 pessoas somente.
O impacto causado pela perda de um idioma, ou a sua morte, se deve ao fato de que ao esquecermos o nosso idioma perdemos nossa identidade. Por exemplo, se uma pessoa que fala Mla-bri precisar e ela vai um dia ir à Tailândia, ela precisará aprender um novo idioma, totalmente diferente do que ela está acostumada, e nisso, o impacto de ter que aprender, e ao mesmo tempo mudar a sua forma de ver o mundo, um mundo aonde ela está despreparada e começando aprender a entender.
O que acontece quando um idioma morre? Quando é a morte dessa língua? Quando o ultimo falante morrer, ou quando viver somente uma pessoa e ela não ter com quem falar?
No documentário dizia que se continuarmos nesse ritmo, daqui a uns cem anos não existiram mais muitas línguas e dialetos que existem hoje em dia.
Quero um dia poder aprender falar outro idioma, que seja por exemplo o inglês ou o espanhol, sei que a minha identidade se moldará à forma do idioma a ser aprendido. Num mundo que está cada vez mais conectado e cada vez mais pequeno, e o ingles possui essa característica, é dinâmico.
Como procedermos? Como fazer com que o impacto diminua?
Não sei bem ao certo nem por onde começar, só sei que dessa forma eu estaria ajudando a preservar um pouco da identidade de alguem que mora longe daqui e que talvez nem saiba que eu existo.

Namárie!!!

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Sensação de descoberta


Segunda feira à noite estava em uma lan house aqui em RO, navegando pelo hhtp://www.youtube.com deparei-me com uma séria chamada "Álbuns Clássicos" exibida no canal History Channel que falava sobre o making of do aclamado disco "Dark Side of The Moon" (1973) da banda Pink Floyd.
Percebi o quanto essa banda estava à frente do seu tempo. Com todos os efeitos quase que impossíveis de serem feitos na época e mesmo assim eles conseguiram lançar não só um álbum, mas uma obra prima do rock como muitos dizem.
A questão da sensação de descoberta é que quando eu ouvi esse álbum pela primeira vez parecia que eu estava entrando em um mundo totalmente novo, um mundo do qual eu nunca havia experimentado, e olha que eu já ouvia Pink Floyd, mas não tinha parado pra ouvir esse álbum e absorver a sua essência. É um álbum conceptual que fala sobre as pressões da vida, com os temas das musicas relacionados ao tempo, dinheiro, guerra, loucura e morte. Certamente você já ouviu falar nesse famoso álbum, e se não ainda não ouviu ele, ouça, você não sabe o quanto é boa a sensação de descoberta musical quando se escuta com atenção, musicalmente falando é fantástico.
"The dark side of the moon" é o terceiro álbum mais vendido de todos os tempos no mundo inteiro. Atingiu o primeiro lugar no Billboard 200 e também no Billboard Pop Catalog Chart, tendo o híbrido SACD editado em 2003 atingido o mesmo feito.
Como disse David Gilmour no final do documentário: "Eu adoraria ser uma pessoa que que coloca os fones escuta o álbum pela primeira vez. Nunca tive tal experiência... mas seria ótimo."
Ainda bem que eu vivi essa experiência, ainda bem que podemos ter...
Abaixo os links para o vídeo.

Parte 1 de 5
http://www.youtube.com/watch?v=7kyGicQ3Coc

Parte 2 de 5
http://www.youtube.com/watch?v=ai9R-JzvW20

Parte 3 de 5
http://www.youtube.com/watch?v=0Nr6uC8t_5M

Parte 4 de 5 http://www.youtube.com/watch?v=lfR73xmFGDc

Parte 5 de 5
http://www.youtube.com/watch?v=vwhHwWdkV6M

Namárie!